Como que é estudar em outra cidade/estado

sábado, abril 20, 2013

Olá pessoas lindas, tudo bem?
Hoje eu, Lucida Gabriella, irei contar um pouco da minha experiência de como é morar longe dos pais, amigos, namorado, etc.

Primeiramente quero começar falando, que devemos sempre correr atrás dos nossos sonhos e o meu era entrar em uma faculdade pública. Fiquei dois anos estudando, fiz cursinho pré-vestibular no Objetivo (seis meses), Henfil (um ano) e no Etapa (sete meses). Foi super cansativo. Prestei duas vezes pra Jornalismo na USP e no meio do ano passado prestei novamente pra Jornalismo na Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), aonde passei =D.

Devido à greve das federais que ocorreu no ano passado, eu já tinha até desistido de entrar na federal, até que eu recebi um e-mail sobre a lista de espera da faculdade e meu coração já palpitou, já fiquei cheia de esperança. Lembro como se fosse hoje, o dia que vai ficar marcado pra sempre, 24/09/2012 o dia que saiu a lista de chamada com o meu nome. Gente, é a maior emoção que uma pessoa pode sentir, e nem preciso falar que chorei litros neh! Chorei contando pra minha mãe, chorei contando pro meu pai, chorei contando pro  namorado, chorei lembrando da emoção, nossa chorei muito.

Além de querer estudar em uma faculdade pública, sempre tive vontade de morar fora de casa e essa foi a oportunidade. Não me arrependo de ter feito essa escolha. Mas, vamos ao que interessa: A nova vida. Pra começar é 12h de viagem de ônibus de São Paulo a Ouro Preto é eu sei é muito cansativo, mas depois acaba acostumando. Fui definitivamente em Novembro (2012) que foi quando começaram as aulas (calendário acadêmico diferente). A minha primeira moradia foi em República Federal, fui com um pensamento totalmente diferente do que realmente é. Várias reportagens já saíram (inclusive esse mês), sobre as Repúblicas Federais de Ouro Preto e eu posso afirmar que é tudo aquilo e muito mais. Só quem já teve essa experiência sabe como que é. Fiquei dois meses lá e atualmente moro em um apartamento com as minhas "irmãs de batalha" (nome que se dá aos bixos que batalham nas Repúblicas Federais).

Ouro Preto

Praça Tiradentes - Ouro Preto

Ouro Preto a noite


República Federal

Eu morava em uma casa com mais 11 meninas e uma portuguesa que esta fazendo intercâmbio e éramos 5 irmã de batalha. Aprendia-mos as coisas básicas da casa como manter organizada, lavar louça, limpar geladeira, cortar gramas, etc, nada do que nós já não sabíamos. Em toda República tanto Federal quanto Particular tem uma parede com os quadrinhos dos ex-alunos e outra dos homenageados, além do hino e reza que toda casa tem.

O bom de se morar em República Federal ainda mais no Campus Universitário é que você faz muitas amizades, conhece gente de tudo quanto é lugar. E as festas? Muitas e boas, mas quando é pra estudar o povo estuda. Uma das tradições são os apelidos que acaba se tornando o seu nome na República que você for morar, mesmo eu tendo saído de lá (República) eu recebi o apelido de "Biscuit" e não me perguntem o porque. Hahahahaha


Festa da Família na República (ainda estava lá)

Faculdade

A melhor experiência que uma pessoa pode ter. Você amadurece de uma forma inexplicável. Lá em Ouro Preto eu sé estudo, de noite vou pra faculdade, faço inglês de manhã e ballet duas vezes na semana. São tantas oportunidades que a faculdade te oferece, que você acaba querendo fazer de tudo e no final não consegue fazer nem a metade daquilo que gostaria (frustante). No curso de Jornalismo, já participei de dois eventos o "Ciclo de Jornalismo" e a "Secom - Semana de Comunicação" e agora, ajudo na produção de matérias de um evento que ocorrerá em Maio.

Saudades

Nem preciso falar  que ela é enorme neh! No começo foi difícil me adaptar a nova vida, mas hoje é algo normal e com o tempo você acaba conhecendo outras pessoas, fazendo amizades, ocupando a cabeça com outras coisas e a saudade vai ficando de lado. Confesso que já teve mês que eu estava enlouquecendo e precisava muuuuito voltar pra casa e ver a minha família, amigos e o namorado.

E o Namoro?

Continua o mesmo e até melhor. Ele mora aqui em São Paulo e eu em Ouro Preto, e ele foi/é o que mais me apoiou na ida pra Ouro Preto. Eu sei que sou uma exceção no meio de tanta gente que vai estudar em outra cidade, e depois de dois meses já termina o namoro. Mas, eu acredito que um amor pode superar tudo.

Eu e a Minha irmã (Janeiro/2013)
Esqueci de falar, sou super a favor de Faculdade Pública e quem corre atrás desse ensino.

É isso meninas, espero que a minha história tenha inspirado alguém a seguir o sonho de estudar fora. Dúvidas, perguntas é só mandar.

Beijos Lúcidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nos conte o que você achou do post, adoramos receber elogios, críticas construtivas e sugestões de temas.