Resenha: A Sangre Frio + Filme: Capote

segunda-feira, março 09, 2015

{O Lucidez está passando por uma série de mudanças, começando pela arte do cabeçalho. Até o fim de ano queremos mudar o layout e de plataforma. Tudo isso é para deixar o espaço mais aconchegante, para vocês leitores, e claro que vamos informando como que as coisas estão indo.}

O livro



Esse é um dos livros que todo professor de comunicação indica para os seus alunos. A
Sangue Frio é um relado de uma das mortes mais sangrentas que ocorreu na cidade de Holcomb, no Kansas, que foi transformada em livro por Thruman Capote. O autor, que tinha uma memoria formidável (lembrava 95% de tudo que ouvia), passou para as mais de 300 páginas todos os detalhes desse caso.

Foram mais de dois anos, pesquisando, conversando com os moradores da cidade, com o xerife e com os próprios assassinos, coletando todo tipo de informação para que nenhum detalhe faltasse.

A Sangue Frio também pode ser classificado como uma crônica, pela rica descrição dos acontecimentos e pelo relato cronológico. A história é centrada na família Clutter que foi morta por Dick e Perry por causa de dinheiro. Os assassinos não conheciam a família, e só foram a encontro dela por causa de uma descrição de um colega de cela de Dick, dizendo que ele achava que tinha na casa um cofre com dinheiro.

Dick e Perry, que também se conheceram na cadeia, resolveram ir assaltar a casa e não deixar nenhuma testemunha. Depois de matarem a família, viajaram para vários lugares dos Estados Unidos, vivendo "adoidado", distribuindo cheques sem fundo, roubando coisas, e tudo o mais que lhe viesse a cabeça.

Já em Holcomb a polícia continua, firme e forte, na investigação das mortes. Quando descobrem quem são os responsáveis pelo crime, eles são julgados e condenados a pena de morte.

Entre o começo, meio e fim da história, o leitor consegue visualizar todos os ângulos do caso, como que os personagens eram, suas características, a forma que eles pensavam, enfim você consegue criar na sua mente tudo que acontece no livro.

Uma coisa que eu recomendo é muita atenção a leitura, porque em um momento Truman está falando sobre a família Clutter e no paragrafo seguinte já começa a descrever o que os assassinos estão fazendo, e vice-versa.  Com o tempo você se acostuma com o ritmo.

É uma leitura que eu super recomendo, ainda mais para as pessoas que gostam de livros policiais.

O Filme




A primeira recomendação que eu faço é ler o livro antes de assistir o filme. Por ele ser grande (319 paginas) nos primeiro 30 minutos de filme, o diretor já nos mostra os principais acontecimento: morte da família Clutter; pronunciamento do xerife sobre quem ele acha que são os culpados; ligação da polícia de Las Vegas para o Alvin (amigo de Mr. Clutter); e a chegada dos assassinos, Dick e Perry, na cidade de Holcomb.

Claro que nos filmes nem tudo da para ser mostrado, mas a sensação que eu tive assistindo Capote, foi que o filme ia acabar aos 27 min porque já tinha visto o começo, sabia do meio, e estava vendo o final.

Capote é o filme mais recente sobre o livro a Sangue Frio, além de contar um pouco da história ele também retrata como Thruman descobriu o caso, como foi o processo de pesquisa, o tempo que levou e a relação que ele teve com todas as fontes.

Uma das coisas que o livro não revela é que foi Thruman que arranjou os advogados para Dick e Perry, depois que eles já estavam na prisão com a pena de morte agendada. E que ele e Perry tiveram uma ligação muito forte, ficando a incógnita se eles chegaram a ter um caso.

É um  filme que eu recomendo, porque ele mostra como que o processo de criação de um livro pode ser doloroso, como que o envolvimento com uma fonte pode interferir o seu jeito de pensar, ou escrever.


Alguém já leu o livro ou já assistiram o filme? O que acharam?

Beijos, beijo



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nos conte o que você achou do post, adoramos receber elogios, críticas construtivas e sugestões de temas.