Precisamos falar sobre peitos

sexta-feira, março 10, 2017

De uns tempos pra cá eu tenho pensado muito em peitos. Nos formatos, tamanhos, natural, silicone, porque algumas pessoas têm muito e as outras quase nada e por ai vai. Eu sou do segundo grupo. Não tenho muito seio - na verdade tenho quase nada - e em alguns momentos isso pra mim é ok e em outros (que se tornaram mais recorrentes) isso tem me incomodado. Não é aquele incomodo de deixar de usar roupas justas, decotadas ou biquínis. Mas é aquele incomodo de que "será que eu preciso ter peitos pra ser bonita?". É eu sei, é uma pergunta um tanto questionadora, mas que, mundo afora, afetam muitas meninas. Inclusive a mim, neste momento.

Já superei/aceitei (ou quase) o fato de que tenho uma barriguinha e que ela não me torna feia. Já tive muita vergonha de expor o meu corpo no clube ou na praia por conta dela, mas hoje? Hoje, não tô nem ai e aprendi qual biquíni que favorece ou não meu corpo. Mas voltando aos peitos, depois de ver um vídeo do Fred Elboni sobre preferir peitos pequenos do que grandes (que por sinal, adorei o vídeo) e de ler/ver/ouvir sobre peitos, principalmente sobre o que os homens acham deles, me peguei questionando os meus próprios peitos. Será que sou sexy? Será que sou bonita assim? Será que meu namorado me acha gostosa por ter peitos pequenos (já são cinco anos de namoro, se ele não achar é porque tem alguma coisa errada hahaha)? Sim, eu fiquei com essas neuroses.

Foto: Pinteres

Em um primeiro momento toda essa "neura" pode parecer coisa boba, mas se eu não me cuidar e entender que é ok, ter seios pequenos e que faz parte da minha genética, toda essa preocupação pode afetar a minha autoestima e o meu psicológico. Sei também, que tudo é uma questão de aceitação e de ter referências ao seu redor e, principalmente, na mídia sobre esse formato de corpo. Porque sim, o que as capas de revistas, sites, jornais, publicidade e todo meio de divulgação tem um alto poder de influência sobre a gente.

Tô levando as coisas com calma, tô me observando mais no espelho, tô dizendo pra mim mesma que o meu corpo é lindo do jeito que é e tô tentando não me importar com os peitos dos outros.

--
Esse é um daqueles posts que saem como um cuspe em um dia qualquer e que a melhor maneiro de libera-lo é transformando tudo em palavras. Que venham mais textos assim.

Beijos, beijos


peitos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nos conte o que você achou do post, adoramos receber elogios, críticas construtivas e sugestões de temas.