Dia dos namorados: 4 passeios que cabem no bolso

sexta-feira, junho 09, 2017

Namorar é uma delícia, ganhar presentes é maravilhoso  e planejar passeios/viagens/surpresas é sempre um desafio. Sim, desafio, porque nós mulheres (pelo menos eu) sempre quero fazer algo diferente pra agradar o boy e que, de preferência, caiba no bolso. Como eu disse nesse post e nesse vídeo, uma das formas que eu e o Roberto optamos por diminuir nossos gastos foi fazer passeios diferentes e de baixo custo. Pensando nisso, trouxe pra vocês algumas dicas do que fazer no dia dos namorados, que não seja o velho roteiro cinema - jantar - motel.

  • Festa junina nos trilhos

Foto: Internet
Já que junho também é o mês das festas juninas, porque não comemorar o dia dos namorados em uma e ainda por cima dançando forró (se você gosta, claro). Esse mês o Nos Trilhos, espaço de eventos em SP, recebe nos dias 17, 23 e 24 festas juninas, sendo que no primeiro dia tem Bicho de Pé.

Essa é uma opção pra quem quer algo diferente, divertido e ainda poder comer diversas comidinhas. O arraial dos Nos Trilhos não é gratuito, custa R$35 e não sei se esse valor é revertido em consumação. Mas em SP há diversos locais realizando festas juninas com ingressos total free  e de até R$80 (relação completa aqui)

  • Passeio de bicicleta


Ainda na categoria "não tenho muita grana", porque não fazer um passeio guiado de bicicleta por SP e ao final realizar um piquenique?. Pra quem não sabe, em SP existe o Bike Tour SP, um projeto que oferece visitas guiados por alguns pontos da capital de forma gratuita. Eu já fiz o trajeto do Ibirapuera e adorei. Você conhece novas pessoas, conhece a história daquele local e faz um passeio diferente pela cidade. 

"A Gabi, mas é dia dos namorados cadê o romantismo?" Gente, o romantismo (pra mim) está em todo lugar e basta o casal está disposto a fazer daquele momento o mais prazeroso, alegre e divertido. Nesse vlog eu contei como que foi o passeio e no site do Bike Tour tem a relação dos dias, horários e locais. 

  • Passeio dos vinhos


Depois de fazer o passeio da Rota dos Vinhos, eu pensei: Porque eu nunca tinha feito? Gente, pensa em um passeio aonde você conhece várias vinícolas, prova vários vinhos e queijos, conhece pessoas legais e ainda compra vinhos por um preço banaca. Pra quem gosta da bebida e quer algo romântico, esse passeio é uma ótima opção. 

Você pode optar por participar de uma excursão (como eu e o Roberto fizemos) ou ir só o casal. A dica é pegar o mapa da Rota dos Vinhos e ir traçando quais vinícolas quer visitar. Todas que conhecemos têm entrada e degustação gratuita. Algumas, como a Goes oferece visita guiada pelo local de produção e uma degustação de vinhos mais detalhadas. Os preços variam de acordo com o passeio. 

Eu fiz esse post contando como que foi a experiência. Quem mora em SP e quer sair da capital pra fazer algo diferente, vale muito a pena. 

  • Paranapiacaba



Paranapiacaba é um local que vocês devem conhecer e, sempre que possível, voltar. A vila fica no distrito de Santo André, é super pequenininha, todas as casas são coloniais (feitas de madeira) e, pra quem não tem carro, consegue chegar de duas formas: de trem e ônibus, ou pelo Trem Expresso Turístico (funciona aos domingos e sai da estação Luz). Eu já fui pra Paranapiacaba pelas dois jeitos e recomendo, primeiro, fazer o passeio do Trem. A locomotiva é uma graça, aconchegante e os passageiros vão ouvindo a história de cada bairro que vão passando. 

De trem, você tem a opção de comprar só as passagens e conhecer a vila sozinho ou comprar as passagens + o pacote de guia, que já está incluso o almoço e visita no parque. Só para vocês terem uma noção, tem uma passeio de trilha que ao final da pra você ver a cidade de Santos (é o que dizem). Mas conhecer só a vila já vale o passeio. Aqui vocês podem ver a relação de todos os roteiros de Paranapiacaba. 

Mas Gabi e você, qual desses passeios vai fazer? Infelizmente nenhum (o único que não conheço é o Nos Trilhos), porque esse ano eu e o Roberto combinamos de ir pra casa dos pais dele (faz tempo que não vemos eles) e também porque não queremos gastar. Porém, estou pensando em fazer algo mais íntimo, um jantar em casa, uma sessão de cinema diferente, um café da manhã, ainda estou planejando o que será. E, pra mim, o fundamental é a intenção e estar junto com quem a gente a ama.

E as (os) comprometidas (os), já sabem o que vão fazer pra comemorar a data?


Beijos, beijos


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nos conte o que você achou do post, adoramos receber elogios, críticas construtivas e sugestões de temas.